Logo

José Afonso, CANTARES DO ANDARILHO

Fornecedor: Art'Orfeu
Tipo: CD

Este produto está esgotado.
Edição remasterizada a 24bits a partir dos masters originais. 
Inclui textos exclusivos da autoria de Gonçalo Frota e Pedro da Silva Martins

Editado em 1968, Cantares do Andarilho marca o início da fase mais importante da obra de José Afonso. Depois das gravações, em 1953 e 1956, de fados de Coimbra e das primeiras baladas de intervenção, em 1960-64, José Afonso parte para África de onde regressa em 1967. "O meu baptismo político começa em África. Estava a dois passos do oprimido".
Regressado a Portugal vai residir para Setúbal, decidido a a ser professor. Começa então a ser convidado para cantar em colectividades culturais e académicas o que levou a que por várias vezes fosse detido e interrogado pela PIDE de Setúbal. Daí a ser expulso do ensino e ver serem-lhe fechadas várias portas, foi um passo muito curto.
Arnaldo Trindade, da editora Discos Orfeu, assumindo os riscos de confrontar-se com a PIDE propôs ao Zeca a gravação de um LP por ano a troca de uma mensalidade. Foi já no âmbito deste acordo, que vigorou durante 14 anos, de 1968 a 1981, que José Afonso, acompanhado de Rui Pato, entrou nos Estúdios Polysom, em Lisboa e gravou Cantares do Andarilho. 

Published in 1968, Cantares do Andarilho marks the beginning of the most important stage in the work of José Afonso. After the recordings,  in 1953 and 1956, of Coimbra's fado and early engaged ballads  in 1960-64, Jose Afonso travels to Africa where he returned in 1967.  "My political baptism  began in Africa. I was two steps  of the oppressed."
After returning to Portugal will live to Setúbal, determined to be a teacher. He then begins to be invited to sing at the local cultural and academic result that was repeatedly detained and interrogated by PIDE of Setubal. Hence to be expelled from school and see to it several closed doors, was a step too short.
Arnaldo Trindade, the publisher of Discos Orfeu, assuming the risks of confrontation with the PIDE proposed to Zeca recording an LP a year to exchange for a monthly fee. It was in this agreement, which lasted for 14 years, from 1968 to 1981, Joseph Alfonso, accompanied by Rui Pato,  ​​entered  at  Estúdios Polysom, in Lisbon, and recorded Cantares do Andarilho.

24bit  remastered edition from  the original masters.

1. Natal dos Simples, 2. Balada do Sino, 3. Resineiro engraçado, 4. Canção de embalar, 5. O Cavaleiro e o Anjo, 6. Saudadinha, 7. Tecto na montanha, 8. Endechas a Bárbara Escrava, 9. Chamaram-me cigano, 10. Senhora do Almortâo, 11. Vejam bem, 12. Cantares do Andarilho.

Continue a explorar o catálogo
Navegue por mais musica popular, ou outros produtos Art'Orfeu.